27 de Março de 2010

Matar uma pessoa?

Bom dia Meu Filho, Minha Filha!


Em geral, as pessoas têm-se em boa conta. Consideram-se educadas, justas, talvez até simpáticas. Por isso, o Mandamento "Não Matarás", de tão distante, não lhes diz nada. O que talvez não considerem é que, em determinadas circunstâncias, são capazes de tudo.


Basta ver uma pessoa que suba na vida. Mais tarde ou mais cedo ver-se-á rodeado de pressões para que entre em esquemas nebulosos. Se ceder, terá que assumir atitudes questionáveis. Se continuar, terá que defender-se mentindo e enganando outros. E, um dia, poderá surpreender-se a perguntar: "Não percebes que é melhor para nós que morra um só homem que dar cabo de todo o nosso projecto?".


Em geral, as pessoas são boas e não matam. Mas há muitas maneiras de matar uma pessoa. Por isso, nunca digas "Eu não matarei". Olha antes para as pessoas e bens a que estás agarrado e pergunta-te a quem podes andar a matar para os proteger.


Um abraço deste Pai que te ama

1 comentário:

soninha disse...

Profundamente filosófico.Parabéns.abçs