3 de julho de 2010

Cristianismo a remos ou à vela?

Bom dia Meu Filho, Minha Filha!

Ofereço-te a escolha entre dois modos de cristianismo. Há o cristianismo a remos e há o cristianismo à vela. No cristianismo a remos, a pessoa confia no seu esforço, avança à força de músculo espiritual. No cristianismo à vela, a pessoa recebe o que a Natureza tem para lhe dar, avança ao sabor do vento.

A grande diferença é que no cristianismo a remos, a pessoa vai de costas para o objectivo e, mais tarde ou mais cedo, perde o sentido e cansa-se. No cristianismo à vela, a pessoa tem os olhos postos no objectivo e aproveita a força do Espírito para avançar.

Claro que, por vezes, é necessário recorrer aos remos. Mas quanto mais confiares na minha força, e menos na tua; quanto mais puseres os olhos em Mim, e menos em ti; mais ligeiro será o caminho. 

Um abraço deste Pai que te ama
[Nota: texto inspirado numa homilia do Pe. João Norton no CUPAV]

2 comentários:

Fa menor disse...

Simplesmente delicioso passar por aqui.

Isabel Mota disse...

Muito boa estra tradução de uma realidade, imensamente compensatória quando pensamos em energias e esforços. Gosto de sentir o vento e estar virada de frente para ele... Obrigada Pai pela inspiração que envias ao João e através dele. Um enorme abraço, Isabel Mota