27 de junho de 2009

O que me parte o coração

Bom dia Meu Filho, Minha Filha!

É claro que fico triste quando falhas, quando vais parar a becos sem saída, quando fazes mal a ti próprio. É claro que me aflige quando prejudicas ou magoas os outros. Mas o que me parte o coração não é tanto o que fazes de mal. O que me deixa despedaçado é ver o bem que deixas por fazer.

Se soubesses o potencial de bem que pus em ti estarias mais preocupado em pô-lo a render e não gastarias tantas energias a pensar e a remediar o que não devias ter feito.

Não dediques tanta atenção a olhar para ti. Não deixes que as tuas fragilidades te impeçam de fazer o bem que tens a fazer. Concentra-te sobretudo em olhar para Mim e sê feliz fazendo o bem, bem feito.

Um abraço deste Pai que te ama

1 comentário:

Isabel Mota disse...

Obrigada João. É muito bom ler estes textos tão inspirados no Amor que Deus tem por cada um de nós. Este foi muito bem recebido pelos meus filhos, de 6 e 10 anos, na nossa oração da noite. Muito obrigada. Um abraço, Isabel Mota e família. (Milharado)