19 de setembro de 2009

Ouves-Me?

Bom dia Meu Filho, Minha Filha!

Saiu Jesus a proclamar a Sua palavra. Enquanto falava havia uns distraídos que não ouviam o que Ele dizia. Outros ouviam com algum interesse mas estavam também a pensar noutras coisas. Outros ouviam com gosto mas depressa se esqueciam do que tinham ouvido porque tinham outras preocupações. Outros ouviam, guardavam no coração o que ouviam e perseveravam dando bom fruto.

Isto não te faz lembrar nada? Por exemplo: quando vais à missa, que atenção prestas ao que ali se passa? Entra-te por um ouvido e sai-te pelo outro? Ouves e guardas na memória? Ouves e guardas no coração? Como queres crescer na fé, na esperança e na caridade se não estás atento nas celebrações, se não rezas, se não fazes leituras espirituais, se não falas sobre Mim com outras pessoas?

Um abraço deste Pai que te ama

3 comentários:

concha disse...

Bom dia meu Pai!
Só um verdadeiro pai sabe o que preocupa um filho.Tu hoje vens em meu auxilio,quando me ajudas a perceber em que patamar do caminho me encontro.
É claro que na missa estou atentíssima na escuta da Tua palavra.Até sei que há sempre uma que me é directamente dirígida.Só que não faço as leituras espírituais que devia e gostando de conversar Contigo e de tentar encontrar nos outros o Teu rosto,não sou disciplinada no rezar.Num livro que li e fala de Ti,diziam que rezar é relacionar-se.Será que me relaciono Contigo,mesmo sem rezar as orações tradicionais?
Um abraço desta filha que gostava de saber amar-Te

Reino da Fantasia disse...

Em verdade eu não vou à missa mas oro na intimidade do meu lar físico e espiritual.Estes momentos são,para mim,sagrados; a eles me entrego de corpo e alma. Decepcionei-me comigo mesma e com as pessoas,de um modo geral,no que diz respeito a religião e optei em comungar com Deus a sós.Portanto não há como distrair-me olhando para A ou para B.
No entanto,algumas vezes,o pensamento tenta deslocar-se para outras esferas mas convido-o a concentrar-se na sua principal prioridade,no momento.
bjs,soninha

Isabel Mota disse...

Boa tarde meu Pai

Gosto de ouvir a Tua palavra, o que faço com muita atenção e gosto de rezar com a minha família como faço diariamente, mas o que mais me aproxima de ti é um silêncio cúmplice onde Te encontro.
Sinto-Te em cada um dos meus dias e vejo-Te em tantos olhares.
Gosto de estar perto de Ti e mesmo quando senti a paz absoluta de ir contigo e percebi que não era isso que querias para mim agarrei nas forças e tentei combater as dores. És parte da minha vida ainda que não faça muitas leituras espirituais mas sei que Estás sempre comigo e isso faz-me feliz.
Um abraço desta filha que Te ama profundamente, Isabel