18 de julho de 2009

Fazer o bem... mas que bem?

Bom dia Meu Filho, Minha Filha!

Tenho visto com gosto como fazes boas acções, como respeitas os outros, como ajudas solicitamente quem está à tua volta. Mas, às vezes, gostava que parasses a perguntar-Me se é isso que Eu quero que tu faças.

Sei que não é por mal. Mas pode acontecer que andes a fazer bem a muitas pessoas mas muito mal a ti mesmo. Não te peço que sejas igual aos santos, nem peço que salves o mundo inteiro. Só te peço que sejas fiel à minha voz. Um santo não é aquele que faz muitas coisas boas mas é aquele que faz o bem que Eu lhe peço.

Receio que chegues ao fim da vida e Me encontres triste a receber-te e a dizer-te: “fizeste imenso bem... mas não era nada disso que queria que fizesses”.

Um abraço deste Pai que te ama

2 comentários:

Isabel Mota disse...

Olá João

Tantas vezes faço esta pergunta... qual será o melhor caminho... será este o pedido que Deus me coloca à minha frente?
Não imaginas como esta oração faz sentido hoje. Mas acredito na voz do coração e que a resposta há-de estar na vontade de ajudar ou estar presente na vida do outro, por ele, e não por mim. E às vezes é tão difícil perceber...Que Ele nos ajude a escolher, acima das nossas melhores intenções.
Isabel Mota (Paróquia do Milharado)

concha disse...

Boa tarde meu Pai!
Nestes últimos anos em que me reaproximei de Ti tenho vivido num desssossego a tentar perceber o que é que Tu queres que eu faça.
Já se passaram cerca de 5 anos e ainda há dúvidas, mesmo se de vez em quando o caminho se vai iluminando.
Um abraço desta filha que te quer amar